5 coisas que os veterinários não dizem

Mas aposto que têm vontade de dizer aos donos de seus pacientes… Pois algumas pessoas extrapolam nos cuidados (ou falta deles) com seus bichinhos de estimação.

Quando nossa equipe perguntou a vários veterinários de todo o Brasil o que realmente ajuda ou atrapalha o trabalho deles, muitos identificaram problemas semelhantes. Selecionamos 5 respostas sobre as quais vale a pena refletir. Será que estamos agindo corretamente com nossos amigos peludos (ou de penas ou escamas)? Quem convive com animais de estimação deve tomar cuidado para evitar essas atitudes. Afinal, todos queremos que eles recebam o melhor tratamento possível.

Com a palavra, os veterinários:

1. “Há donos de cães que trazem o animal com um tumor aparente na pele e dizem que não tinham visto nada de errado até o dia anterior. Não tem como acreditar.”  Cláudio Michalick Braga, Rio de Janeiro (RJ)

2. “Os animais de estimação não devem usar os mesmos remédios que nós usamos, em função das diferenças anatômicas e metabólicas, salvo se indicado pelo veterinário, que conhece bem estas particularidades. Atenção: você pode matar seu animal se insistir nesta prática irresponsável.” Cátia Suse Ribeiro, Universidade Federal da Bahia

3. “Muitos colegas veterinários me disseram objetivamente que ainda não usam analgésicos em procedimentos que sabemos ser dolorosos. Acham que cães e gatos não precisam disso ou que sentir dor depois da cirurgia é bom porque impede que se mexam demais. Mas as pesquisas mostram que os animais que sentem menos dor saram mais depressa, dormem melhor e não se mexem tanto assim.” Jeanne de Souza e Silva, Aracaju (SE)

4. “Informamos ao proprietário o diagnóstico, o tratamento (com o custo estimado) e o prognóstico. Então, às vezes, ele faz as contas, acha muito caro e prefere ‘descartar o animal’, pois é mais barato adquirir um novo. Isso me irrita profundamente.” Mônica Kanashiro Oyafuso, Universidade Federal do Paraná

 5. “Dar comida não é dar amor. A obesidade prejudicará a saúde e a longevidade do seu animal. O veterinário poderá fornecer a melhor orientação sobre quantidade e qualidade da alimentação, e hoje existem veterinários especializados em nutrição para oferecer uma consulta direcionada.” Mario Ronconi, Niterói (RJ)

 

Raquel Zampil

 

 

Sonha em descobrir uma fórmula para dilatar as horas do dia e poder fazer mais, muito mais de tudo que ama: trabalhar, curtir os filhos, a família, os amigos e os bichos, preparar gulodices, ler, cuidar da saúde, propagar tudo isso e assim, quem sabe, tornar o mundo melhor.