5 dicas de como se comportar no primeiro encontro

Esses dias recebi uma mensagem do meu marido que me fez lembrar do nosso primeiro encontro. Foi em 2008. Tínhamos combinado de sair para jantar.

Como em todo encontro, houve aquela tensão de não saber exatamente como se comportar e a dúvida de estar ou não agradando.

Lembro-me perfeitamente de nossos sorrisos sinceros – um tanto sem graças –, de nossa conversa – por vezes em silêncio. Mas o que importa é que depois deste primeiro tivemos muitos outros encontros – cada mais agradáveis – e continuamos tendo até hoje.

É possível que você saia com alguém esta noite. Então, que tal algumas dicas de como se comportar no primeiro encontro retiradas do livro Dicas Secretas?

Utilize uma fórmula vencedora Você tem 25 palavras para impressionar alguém. Portanto, escolha bem as palavras. Faça perguntas abertas e adicione um toque de humor para quebrar a seriedade. Que tal perguntar: “Se você fosse uma pizza, seria de quê?”

No primeiro encontro, aposte no cavalheirismo Não importa quem tenha convidado quem para o primeiro encontro, os especialistas em etiqueta dizem que o homem deve sempre pagar a conta. Eis aqui um truque: se, no primeiro encontro, você é a mulher e o homem não pede a conta, vá ao toalete. Se ele não pagar na sua ausência, proponha dividir a conta. Se ele concordar, procure um novo candidato.

Deixe que o outro fale Se você for tímido e isso se acentuar por tratar-se do primeiro encontro, tente fazer perguntas simples como “onde foram suas últimas férias?” Se for bom ouvinte, logo você esquecerá o nervosismo.

Liberdade para flertar Ao jantar fora no primeiro encontro, é aceitável flertar e roçar os pés por debaixo da mesa, mas beijar em público e apalpar não apenas quebrarão o clima romântico como serão considerados ofensivos pelos demais frequentadores do restaurante.

Ex de amigo ou amiga? Cuidado! Sair com ex-namorado de amigo ou amiga é perigoso. Se você sentir que essa pessoa é sua alma gêmea, tente esperar (a regra são três meses para cada ano que o casal esteve junto – chegando até um ano ou cerca disso). Ou peça permissão a seu amigo ou sua amiga; se o rompimento partiu dele ou dela, as coisas ficam mais fáceis. E se seu amigo ou sua amiga encontra-se atualmente feliz em outro relacionamento, então vá em frente.

E você? Tem alguma dica? Compartilhe a sua experiência com a gente!

Raphani Margiotta

Apaixonada por livros desde a infância, descobriu que poderia inspirar pessoas por meio das palavras. Dia após dia, vive em busca de conhecimento e procura olhar para o céu como uma lembrança das infinitas possibilidades de ser feliz.