5 dicas para estimular sua criatividade (+ dica bônus!)

O que você você faz da vida? Bom, não importa. A criatividade é importante na sua rotina. Sem criatividade, sem novidade. Nada mais do que mais do mesmo. Um dia após o outro. Sol chegou. Sol foi embora. Blá.

Confira algumas dicas de como estimular sua criatividade, principalmente no trabalho.

1) Troque uma ideia informal

Muitas vezes é difícil encontrar a solução para um problema quando fazemos parte dele. Já estamos “viciados” em determinados processos e nosso cérebro acaba encontrando os mesmos caminhos e chegando as mesmas conclusões.

converse-com-uma-pessoa

Você pode explicar o problema para outra pessoa, mesmo que ela não tenha nada a ver com o assunto. É possível até que, antes de terminar a explicação, você mesmo encontre uma possível solução. Isso é muito comum. Mas, caso não aconteça, ouça a solução da outra pessoa e inicie um debate. Novas linhas de raciocínio podem surgir quando novas perspectivas para um mesmo problema são utilizadas.

2) Faça o que gosta (ou goste do que faz)

Clichê. Eu sei. E sei também que nem sempre é possível trabalhar com aquilo que gostamos. Se você trabalha com o que gosta de verdade, certamente possui maior facilidade para ideias e soluções criativas do que alguém que considere sua rotina nada interessante. As coisas realmente fluem melhor. Só cuidado para não virar um workaholic.

Se você não trabalha com o que gosta e não há como mudar, utilize isso a seu favor para estimular sua criatividade. Analise possíveis alternativas para o questionamento: “o que posso fazer para gostar mais do meu trabalho?”. A partir daí, você pode pensar em iniciativas que melhorem sua rotina, mesmo que o ambiente não seja o que você sempre sonhou. Será que trabalhar ouvindo música ajudaria? Ter ginástica laboral? Conhecer outros setores da empresa? Criar um grupo de estudos com os colegas? Fazer home-office? Ter um planejamento de carreira? Enfeitar a mesa?

Sempre há algo que possamos fazer para tornar nosso ambiente de trabalho melhor. E quem melhor do que você mesmo para pensar numa saída criativa para mudar seu dia?

3) Desbrave novos horizontes

Viaje. E, de preferência, para lugares ainda não conhecidos. Conhecer novas culturas nos força a assimilar novos conhecimentos, a sair do dia-a-dia de sempre. Isso abre novos caminhos e linhas de pensamento em nossa cabeça que poderão estimular novas ideias para problemas conhecidos.

descanse-seu-cerebro

Tente ao máximo se desconectar. Evite ficar plugado nas redes sociais. Deixe para contar as novidades quando voltar. Assim sua experiência será mais rica e sua cabeça estará de fato viajando.

4) Descanse

Tudo em nosso corpo se cansa quando muito exigido. Isso também vale para o nosso cérebro, essa máquina que não desliga nunca. Não dá para estimular a criatividade a todo momento. É preciso dar uma pausa nas atividades para que a renovação de baterias do cérebro nos permita analisar alternativas e novas perspectivas.

5) Não desista (Você é brasileiro(a)? Ótimo, meio caminho andado!)

Imagine que estimular a criatividade seja um processo semelhante a malhar numa academia. É preciso ter regularidade e persistência para os resultados aparecerem. E a mesma regularidade e a mesma persistência farão com que os resultados se mantenham e evoluam. Quanto mais você se educar em analisar problemas e pensar em novas soluções, mais simples e fácil será este processo.

Edward de Bono

Edward de Bono

Bônus: Técnica dos 6 Chapéus

Um modo interessante e diferente para vislumbrar diversas perspectivas de um mesmo problema ou situação é a “técnica dos 6 chapéus“, criada pelo médico, autor, inventor e consultor Edward de Bono. É uma metodologia de trabalho que pode ser utilizada tanto individualmente quanto em grupo. De forma simplista, é como se vários personagens com características distintas fossem utilizados para analisar a mesma situação e contribuir de acordo com seu perfil, chegando a uma solução mais rica e robusta. Cada perfil é identificado por um chapéu de determinada cor.

As características de cada chapéu são:

  • Azul, foco em gerenciamento (qual é o assunto? o que estamos pensando? qual é o objetivo?)
  • Branco, foco em dados (considerando apenas quais informações estão disponíveis, quais são os fatos?)
  • Vermelho, foco em emoções, sentimento (reações intuitivas ou instintivas; ou declarações de sentimento emocional – sem justificativas)
  • Preto, foco no negativismo (que itens da solução em elaboração não funcionarão?)
  • Amarelo, foco no positivismo, na harmonia (que itens da solução em elaboração funcionarão?)
  • Verde, foco na criatividade (provocação, investigação, inovação; que alternativas existem?)

O professor Pedro Luis Kantek Garcia Navarro escreveu mais detalhadamente sobre esta técnica no site Bate Byte, da Companhia de Informática do Paraná (Celepar).

É isso. E você? O que faz para manter a criatividade em alta?

Jogos e Brincadeiras para Crianças

Dica para estimular sua criatividade e a de suas crianças

E-book Gratuito Jogos e brincadeiras para crianças

Aprenda a fazer a alegria dos pequenos com o incrível livro digital Jogos e brincadeiras para crianças! Com ele, você relembrará jogos tradicionais de sua infância, além de outras maneiras simples e divertidas de entreter a criançada!

 

Inquieto, simples sem ser simplista, positivo sem deixar de ser realista. Rato de praia com protetor 30, viciado em cinema e Netflix. Adorador do chai latte do Starbucks. Acredita que cada um tem o que merece, uns mais e outros menos; sempre levando-se em consideração que (quase) toda regra tem sua exceção. Ou não.