5 dicas para estimular sua criatividade (+ dica bônus!)

O que você você faz da vida? Bom, não importa. A criatividade é importante na sua rotina. Sem criatividade, sem novidade. Nada mais do que mais do mesmo. Um dia após o outro. Sol chegou. Sol foi embora. Blá.

Confira algumas dicas de como estimular sua criatividade, principalmente no trabalho.

1) Troque uma ideia informal

Muitas vezes é difícil encontrar a solução para um problema quando fazemos parte dele. Já estamos “viciados” em determinados processos e nosso cérebro acaba encontrando os mesmos caminhos e chegando as mesmas conclusões.

converse-com-uma-pessoa

Você pode explicar o problema para outra pessoa, mesmo que ela não tenha nada a ver com o assunto. É possível até que, antes de terminar a explicação, você mesmo encontre uma possível solução. Isso é muito comum. Mas, caso não aconteça, ouça a solução da outra pessoa e inicie um debate. Novas linhas de raciocínio podem surgir quando novas perspectivas para um mesmo problema são utilizadas.

2) Faça o que gosta (ou goste do que faz)

Clichê. Eu sei. E sei também que nem sempre é possível trabalhar com aquilo que gostamos. Se você trabalha com o que gosta de verdade, certamente possui maior facilidade para ideias e soluções criativas do que alguém que considere sua rotina nada interessante. As coisas realmente fluem melhor. Só cuidado para não virar um workaholic.

Se você não trabalha com o que gosta e não há como mudar, utilize isso a seu favor para estimular sua criatividade. Analise possíveis alternativas para o questionamento: “o que posso fazer para gostar mais do meu trabalho?”. A partir daí, você pode pensar em iniciativas que melhorem sua rotina, mesmo que o ambiente não seja o que você sempre sonhou. Será que trabalhar ouvindo música ajudaria? Ter ginástica laboral? Conhecer outros setores da empresa? Criar um grupo de estudos com os colegas? Fazer home-office? Ter um planejamento de carreira? Enfeitar a mesa?

Sempre há algo que possamos fazer para tornar nosso ambiente de trabalho melhor. E quem melhor do que você mesmo para pensar numa saída criativa para mudar seu dia?

3) Desbrave novos horizontes

Viaje. E, de preferência, para lugares ainda não conhecidos. Conhecer novas culturas nos força a assimilar novos conhecimentos, a sair do dia-a-dia de sempre. Isso abre novos caminhos e linhas de pensamento em nossa cabeça que poderão estimular novas ideias para problemas conhecidos.

descanse-seu-cerebro

Tente ao máximo se desconectar. Evite ficar plugado nas redes sociais. Deixe para contar as novidades quando voltar. Assim sua experiência será mais rica e sua cabeça estará de fato viajando.

4) Descanse

Tudo em nosso corpo se cansa quando muito exigido. Isso também vale para o nosso cérebro, essa máquina que não desliga nunca. Não dá para estimular a criatividade a todo momento. É preciso dar uma pausa nas atividades para que a renovação de baterias do cérebro nos permita analisar alternativas e novas perspectivas.

5) Não desista (Você é brasileiro(a)? Ótimo, meio caminho andado!)

Imagine que estimular a criatividade seja um processo semelhante a malhar numa academia. É preciso ter regularidade e persistência para os resultados aparecerem. E a mesma regularidade e a mesma persistência farão com que os resultados se mantenham e evoluam. Quanto mais você se educar em analisar problemas e pensar em novas soluções, mais simples e fácil será este processo.

Edward de Bono

Edward de Bono

Bônus: Técnica dos 6 Chapéus

Um modo interessante e diferente para vislumbrar diversas perspectivas de um mesmo problema ou situação é a “técnica dos 6 chapéus“, criada pelo médico, autor, inventor e consultor Edward de Bono. É uma metodologia de trabalho que pode ser utilizada tanto individualmente quanto em grupo. De forma simplista, é como se vários personagens com características distintas fossem utilizados para analisar a mesma situação e contribuir de acordo com seu perfil, chegando a uma solução mais rica e robusta. Cada perfil é identificado por um chapéu de determinada cor.

As características de cada chapéu são:

  • Azul, foco em gerenciamento (qual é o assunto? o que estamos pensando? qual é o objetivo?)
  • Branco, foco em dados (considerando apenas quais informações estão disponíveis, quais são os fatos?)
  • Vermelho, foco em emoções, sentimento (reações intuitivas ou instintivas; ou declarações de sentimento emocional – sem justificativas)
  • Preto, foco no negativismo (que itens da solução em elaboração não funcionarão?)
  • Amarelo, foco no positivismo, na harmonia (que itens da solução em elaboração funcionarão?)
  • Verde, foco na criatividade (provocação, investigação, inovação; que alternativas existem?)

O professor Pedro Luis Kantek Garcia Navarro escreveu mais detalhadamente sobre esta técnica no site Bate Byte, da Companhia de Informática do Paraná (Celepar).

É isso. E você? O que faz para manter a criatividade em alta?

Jogos e Brincadeiras para Crianças

Dica para estimular sua criatividade e a de suas crianças

E-book Gratuito Jogos e brincadeiras para crianças

Aprenda a fazer a alegria dos pequenos com o incrível livro digital Jogos e brincadeiras para crianças! Com ele, você relembrará jogos tradicionais de sua infância, além de outras maneiras simples e divertidas de entreter a criançada!

 

Seu filho, cineasta!

Sabe aqueles dias que, por algum motivo, não podemos sair de casa para levar as crianças para brincar? Seja por conta de uma chuva fora de hora, um friozinho mais danado que o normal, uma dor de garganta, uma febrinha ou, simplesmente, por preguiça? Bem, quando esses dias chegam, os pais precisam colocar as cacholas para funcionar e criar brincadeiras dentro de casa. E haja criatividade!

Jogos e Brincadeiras para Crianças

Faça o download grátis do nosso e-book Jogos e Brincadeiras para
Crianças

Descobri há pouco tempo que uma forma muito divertida de entreter a criançada é deixá-los criar seus próprios filmes. E, mais divertido ainda, é deixá-los criar animações stop motion ou frame by frame – ou, ainda, em português, animações quadro a quadro.

Para quem não conhece, a técnica é bem simples de ser entendida: imagine que queremos fazer um filme onde uma caneca se move sobre a mesa do café. Ela precisa ir do ponto A ao ponto B. Batemos uma primeira foto quando a caneca está no ponto A. Movemos um pouquinho a caneca em direção ao ponto B. Batemos outra foto. Movemos novamente. Outra foto. Movemos. Foto. Movemos. Foto. Movemos… Ok, você já pegou a ideia. Quando a caneca estiver no ponto B, bateremos nossa última foto e teremos todos os frames necessários para a nossa obra filmográfica.

Assista ao vídeo abaixo para entender o conceito.

E o que é preciso para fazer uma animação simples de stop motion?

Hoje em dia, há muitas opções para realizar filmes caseiros. Podemos utilizar, por exemplo, a combinação de uma câmera digital e os softwares Windows Movie Maker (para quem tem Windows) e o Apple iMovie (para quem tem Mac). Após as crianças (ou você!) terem finalizado a sequência de fotos, basta baixar as imagens para o computador e importar no software de vídeo disponível. Estes softwares são bem intuitivos e atendem bem ao propósito da nossa brincadeira de dia chuvoso.

Outra opção é utilizar seu smartphone para bater as fotos e carregar as imagens para os mesmos programinhas que falamos acima ou garimpar aplicativos que já criam sua animação no próprio aparelho. O site AppCrawler lista quase 200 aplicativos gratuitos que resolvem o trabalho para iPhone e pouco mais de 100 que cumprem a meta para Android.

É a utilização da tecnologia a nosso favor, como um meio e não como um fim, servindo apenas como ferramenta de criação para liberar a imaginação e a criatividade.

Encerro o post com um tutorial sobre stop motion disponível no Youtube, dirigido e narrado por um cineasta mirim. Boa diversão!

10 segredos sobre ser pai – o que ninguém conta?

Dúvidas? Temores? Veja 10 segredos sobre ser pai.

Antes de revelar os tais 10 segredos prometidos no título do post, permita-me inserir um breve pano de fundo com base nas minhas experiências como pai, iniciadas em 2006.

Assim como boa parte dos homens por aí, tudo começa com frases semelhantes a “estou grávida” ou “deu positivo”. As sensações e reações nos primeiros momentos após esta frase variam de pessoa para pessoa, mas algumas costumam ser compartilhadas por muitas, tais como:

  • o mundo ao redor fica em câmera lenta
  • partes diferentes do corpo são tomadas por euforias independentes e sem sincronismo
  • a voz não sai
  • a voz, quando sai, não emite som previamente conhecido
  • o choro sai igual a um riso
  • o riso sai igual a um choro
  • desmaiar parece inevitável

É bom frisar que estas constatações não possuem comprovação científica alguma. São situações verificadas no dia a dia na troca de experiência com outros pais. É possível incrementar a lista acima com tantos itens que daria pra criar um livro somente com estas sensações.

Quando você é pai de primeira viagem (como costumam chamar os novatos!), ainda não é neste momento que a ficha cai. Na verdade, você descobre que são várias fichas (ou a mesma que cai várias vezes, sei lá!). As fichas vão caindo quando…

  • você assiste à primeira ultrassonografia
  • os primeiros sapatinhos de crochê começam a chegar
  • começam os preparativos para o quartinho
  • chega o berço - quando essa ficha cai, tem pai que dorme ali dentro…
  • a obstetra avisa que já dá pra saber o sexo do bebê
  • você não sabe mais a posição do seu time no Brasileirão
  • a bolsa estoura - tem que ter estrutura pra se manter firme nessa hora!
  • você entra na sala de parto - as perninhas tremem como se você estivesse sentado num sorvete…
  • nasce o bebê!

Em todas estas fases – e em trocentas outras intermediárias – você se pegará falando para si mesmo, para amigos, familiares e/ou estranhos: “Cara, eu vou ser pai!”; claro, a frase varia de acordo com o seu estilo de linguagem, mas você pegou a ideia. Para alguns, a ficha só cai de verdade quando a criança está ali, pertinho, no colo.

Ser pai e seus segredos

Chegou o momento tão esperado! Preparado? Claro que não, certo? Nunca estamos. Mas esta é a beleza em ser pai: cada momento possui grandes chances em se tornar uma experiência inesquecível.

#1 Você desenvolve sua habilidade em ser multitarefa (de verdade)

Trabalhando com projetos de tecnologia desde o início da minha carreira (estamos falando de um período que teve início em 1997…), sempre fui habituado a estar com trocentas tarefas ao mesmo tempo em andamento. Porém, apesar disso, nada te prepara para as funções multitarefas de ser pai.

Se você acha desafiador participar de uma conferência no celular enquanto está numa minireunião presencial, respondendo a e-mails e revisando um documento que precisa ser fechado no mesmo dia… Experimente acalmar sua filhota no colo chorando de cólicas enquanto termina de preparar a mamadeira e, claro, mantendo a sanidade para conseguir cantar uma musiquinha bem relaxante.

Qualquer desafio profissional depois de experiências como esta vira uma moleza!

#2 Cada minutinho (minutinho mesmo!) de folga é precioso

Cada minutinho (minutinho mesmo!) de folga é precioso para os pais!Ninguém vai perder sua nuvem no céu por concordar comigo nesse ponto: quando se é pai, cada momento de folga é valiosíssimo. Por mais que amemos nossos filhos acima de nós mesmos - essa frase é quase um trava-línguas, leia-a novamente bem rápido 4 vezes -, ser pai cansa (mãe também, mas o foco do post é pai, mamães de plantão!). E algo muito comum quando os miúdos dormem é aproveitarmos para dormir também.

Quando os filhos são bem pequenos, é normal achar que não teremos energia para andar ou abrir os olhos ao fim do dia. Quando são maiores, temos certeza que isso não será possível! No momento em que escrevo este post, minha filha está com 7 anos. Acompanhá-la é um desafio que exige um certo preparo físico.

#3 Você não tem mais um cantinho pra chamar de (só) seu

A cadeira predileta do papai? O lugar preferido no sofá? Perdeu. O bife mais suculento da mesa? O pão francês mais formosinho? Já era. O seu lado da cama? Vou dar uma dica: se estiver vazio, deite. Não pense duas vezes.

Sabe aquela sua coisinha tecnológica que você guarda no bolso? Novo dono! Se tiver sorte, poderá escolher um ou outro aplicativo para manter no seu smartphone disputando espaço com os joguinhos infantis.

Mas, sorria! O banco da frente do carro no lado esquerdo continua sendo seu… por alguns anos. Depois você pula graciosamente pro carona (ou pro de trás).

Crianças são espaçosas. Parece que estão jogando War e o objetivo é conquistar 50 territórios. Porém, é muito importante que a criança tenha um espaço adequado as suas necessidades e que seja de acordo com a sua faixa etária.

#4 Acordar cedo é um hábito para todos os dias (sim, incluindo fins de semana e feriados)

Então, você ficou empurrando com o umbigo aquela recomendação médica de acordar cedo sempre ou curte ficar debaixo das cobertas até tarde? Danado, lembra-te: tu és pai; levanta-te!

Será preciso se adequar a novos horários e criar uma rotina mais saudável. Ter horários certos para acordar e dormir é importante tanto para a criança quanto para os adultos na casa.

É comum, infelizmente, vermos crianças estressadas que se irritam com qualquer coisa. Talvez seja ”apenas” cansaço e isso pode ser resolvido facilmente levando a criança para dormir mais cedo ou criar o hábito de uma soneca à tarde.

Confira aqui 6 dicas para criar filhos solidários!

#5 Você vira uma espécie de presidente de fã-clube da noite para o dia

Tudo que uma criança faz, por mais simples que seja, se transforma em algo excepcionalmente especial na cabeça do pai. E “tudo” e “simples” devem ser levados ao pé da letra mesmo. Uma risadinha, um olhar, uma balbuciada, um dedinho do pé na boca, uma coçadinha na orelha, um arrotinho sinfônico… Qualquer exemplo desses vira enredo para um vídeo com uns 5 minutinhos de duração.

Dica bônus: quando for mostrar as fotos e vídeos das novas peripécias dos pimpolhos, utilize a tabela abaixo de acordo com a audiência:

  • Família > até 20 fotos e 03 vídeos de até 02 minutos cada
  • Amigos > até 10 fotos e 02 vídeos de até 01 minuto cada
  • Colegas de trabalho > até 05 fotos e 01 vídeo de até 30 segundos
  • Desconhecidos > até 03 fotos que não mostrem onde vocês morem ou a criança estude, nem nada que possa despertar demais a curiosidade de estranhos – segurança em primeiro lugar!

É bom lembrar que somente os pais da criança notam as diferenças de quando são comparadas fotos de quando ela tinha 1 ano e 6 meses com fotos da época com apenas 1 ano, 5 meses e 27 dias. Não fique chateado se seus amigos e familiares não notarem. É uma questão de altíssima sensibilidade sensorial desenvolvida durante a paternidade.

#6 O mundo te olha diferente

Sair por aí com um bebê no colo ou de mãos dadas a uma criança é como usar um crachá escrito “eu sou pai, tenho poderes especiais, tratem-me com respeito e abram alas para passarmos”. Ok, tem gente que não lê o crachá e não te trata da forma especial merecida, mas a maioria tem uma postura muito solidária.

O mundo te olha diferente quando você vira pai!

É possível enxergar comportamentos diferenciados por onde se passa seja no ônibus, no metrô, na portaria do prédio, shoppings, praia, enfim, em qualquer lugar público haverá uma alma boa de prontidão para ajudar de alguma forma. Pode ser cedendo um lugar em alguma fila, te ajudando com as parefernalhas que precisam ser carregadas pra lá e pra cá, dando passagem nos corredores, se levantando para que você possa se sentar ou, apenas, fazendo aquelas caretinhas clássicas falando de forma miguxa pra distrair a criança.

E essa nova forma do mundo te olhar traz a certeza de que a necessidade de amadurecimento chegou a passos largos.

#7 As mulheres te olham diferente…

Bom, não vou me estender muito sobre isso porque posso arrumar problemas em casa e passar os próximos dias dormindo no sofá. Mas, apenas de curiosidade, perceba as sutis diferenças dos olhares femininos quando você se torna pai. Apenas de curiosidade, ok?

#8 A diferença entre você e um leão é apenas a juba

A partir do momento que esse pitoco de gente especial entra na sua vida, você desenvolve um espírito protetor que até então estava adormecido. E esse instinto quase selvagem tende a aparecer já no primeiro dia.

Lembro que, na maternidade, no primeiro banho da minha filha, fitava a enfermeira de uma forma que ela pudesse notar que eu era o pai daquela criança. Queria ter certeza que tudo seria feito da forma mais carinhosa possível, mesmo que, para isso, tivesse que passar a mensagem “estou de olho e gravei sua cara” só com o olhar.

Outro momento clássico em que esse instinto protetor se aguça é no teste do pezinho. Aquele pé minúsculo recebendo uma agulha enorme (ok, não era tão enorme…) e o bebê se esgoelando… Esse foi um dia triste pra mim. A vontade foi de dar uns tabefes na enfermeira que estava apenas fazendo o trabalho mais do que necessário.

Dica bônus: se você tem estômago fraco, não entre na sala do teste do pezinho!

#9 Você atualiza o ranking de prioridades da sua vida

É muito comum ouvir por aí que “tudo muda depois que os filhos chegam” e isso é uma verdade. O segredo aqui é não encarar essa afirmação de forma negativa nem tratá-la como o fim do mundo. O ser humano é um dos bichos mais adaptáveis andando por aí. E um ser humano-pai é praticamente uma evolução da espécie, sendo ainda mais adaptável!

Com a chegada dos filhotes, o segredo aqui é criar uma nova agenda adaptando ou mudando datas dos planos já existentes conciliando com os novos planos que serão criados.

Confira também: Como aproveitar a vida em qualquer idade

O mais bacana disso tudo é que revisitar e mudar suas prioridades acontecerá naturalmente, aos poucos e conforme as novas fases de cada novo ciclo.

#10 Você se torna uma pessoa melhor

Simples assim. Não há o que evoluir sobre este segredo. Você evolui como pessoa e ponto.

Você se torna uma pessoa melhor ao ser pai!

Exercício prático de verificação deste segredo: a cada aniversário de seu filho ou de sua filha, olhe para trás e faça uma avaliação crítica e sincera sobre o que mudou em você. Pergunte aos familiares e aos mais chegados. Surpreenda-se!

E, de lambuja,  todos a sua volta também ganham! É como diz nosso lema aqui na Seleções ”Você melhor. O mundo melhor.“.

É isso!

Vou ficando por aqui porque daqui a pouco é hora de brincar de escolinha com a digníssima professora minha filha. E fica aos pais novatos ou já com certa bagagem o convite para contarem suas experiências nos comentários.

Jogos e Brincadeiras para Crianças

Dica para o domingão de Dia dos Pais

E-book Gratuito Jogos e brincadeiras para crianças

Aprenda a fazer a alegria dos pequenos com o incrível livro digital Jogos e brincadeiras para crianças! Com ele, você relembrará jogos tradicionais de sua infância, além de outras maneiras simples e divertidas de entreter a criançada!

 

Crianças

Veja também