Cookies: técnicas para assar e armazenar

cookieCookies são opções deliciosas e rápidas para qualquer lanche da tarde. São muitas variedades que podem ser preparadas com poucos ingredientes, e podem até mesmo se transformar em uma atividade para crianças acompanhadas de seus responsáveis. Para isso, porém, é de grande importância saber algumas dicas antes de começar a ser um chef especializado!

Preparando!

Antes de qualquer coisa, verifique se possui todos os ingredientes para o preparo. Evite sair no meio da receita para comprar um item… isso pode acabar estragando seus planos. Além disso, preaqueça o forno por 10 ou 15 minutos antes de assar os biscoitos. Atenção: se crianças estiverem envolvidas, não as deixe manusear o aparelho, nem utensílios cortantes sem supervisão.

Utilize sempre uma assadeira de alumínio untada em manteiga para facilitar a retirada dos cookies. Disponha a massa de biscoitos com distância de pelo menos 5cm na assadeira, a menos que haja espaço para incluir mais. Mas preste atenção: os biscoitos crescerão no forno, então é bom manter essa margem.

Não perca o tempo! Prepare um cronômetro com alarme para avisar quando os cookies estiverem prontos. Verifique sempre se tudo vai bem sem abrir a porta do forno antes do tempo. Além disso, se você precisar colocar mais massa após retirar uma assadeira do forno, espere que ela esfrie, caso contrário a massa será desmantelada pelo calor.

Decorando!

Há algumas técnicas para “fazer arte” com os cookies. Para fazer massas marmorizadas, por exemplo, distribua aleatoriamente um tipo de massa sobre outro. Não exagere muito na mistura, ou o efeito se perderá.

Banhe cookies em chocolate! Derreta uma barra, despeje numa tigela e mergulhe o biscoito com o auxílio de dois garfos e você terá como resultado uma cobertura deliciosa.

Com essas dicas você estará pronto para se aventurar com receitas de cookies incríveis! Confira ainda mais no livro Cookies: biscoitos, bolinhos e brownies!

Dieta: como persistir na sua

dietaAs dietas são uma atitude importante para quem pretende adotar um modo de vida mais saudável. Seguir determinados procedimentos, entretanto, pode ser penoso para a maioria das pessoas que, por diversas razões, podem desanimar durante o processo. É preciso entender, em primeiro lugar, que a dieta só pode funcionar se houver bem-estar. Tirando esse único detalhe básico, a rotina pode começar a ser maçante e traçar o caminho inverso ao objetivo.

Confira algumas dicas retiradas do livro A Dieta dos Números de Seleções para seguir uma dieta benéfica para o seu corpo e a sua mente!

1. Defina suas metas e renove seu comprometimento diariamente.

Você pode não observar os resultados de sua dieta nas primeiras semanas, o que não significa que eles não estejam lá. Perder 4 ou 10 quilos nas primeiras semanas significa apenas que você pode estar perdendo massa muscular e gordura ao mesmo tempo, o que pode acarretar em complicações como metabolismo mais lento. Defina seus objetivos e avalie como você pretende chegar até lá para que seus resultados sejam plenos!

2. Se a energia estiver lá embaixo, faça um lanche e continue.

Uma dieta pode causar cansaço, mas não apenas psicologicamente. Acontece que o corpo passa a receber menos calorias, o que significa menos energia. Logo, o organismo começa a “pegar emprestado” da gordura a energia de que ele precisa para funcionar. Esse processo pode causar fadiga e até mau-humor em algumas pessoas. Se isso acontecer, tente fazer mais refeições durante o dia comendo frutas ou alimentos leves. Mas, se o cansaço não for ocasional, consulte um médico com urgência.

3. Anime-se! Comemore mesmo as pequenas vitórias.

Para quem está começando uma dieta, é muito importante manter o ritmo e a motivação. As primeiras semanas são as mais difíceis, quando nada parece estar adiantando. Mantenha a seguinte ideia na cabeça: nenhum resultado é imediato. Para qualquer tipo de dieta, seja qual for o objetivo, a persistência e a motivação devem ser palavras-chave. Reflita sobre outros benefícios que a dieta tem atribuído a sua vida: melhorias na respiração, disposição para certas atividades ou mesmo a percepção de estar levando uma vida mais saudável. Mantenha o ritmo!

4. Mudanças são totalmente aceitáveis – e até necessárias.

Às vezes podemos pensar na dieta com uma rigidez desnecessária. As dietas são feitas apenas para auxiliar no dia-a-dia, para reavaliar e reeducar o corpo em uma rotina mais saudável. Se você se encontra em uma dieta de sopas, por exemplo, não significa que deva ingerir apenas sopas todos os dias. Saiba qual o tipo de alimento que oferece melhores alternativas de acordo com o seu objetivo e varie através dos dias; uma maçã no café da manhã pode não fazer tão mal, afinal de contas.

5. Jantar fora é permitido… mas atenção!

Restaurantes podem ser grandes obstáculos para a sua dieta. É claro que são permitidos, exceto em rotinas  nesse caso, é extremamente importante ter controle total sobre os valores nutricionais que estão sendo ingeridos. Também é muito importante que você saiba o quanto está comendo: não ingira porções que vão além do necessário. Atenção total aqui!

Essas dicas foram adaptadas do volume 3 da série A Dieta dos Números de Seleções. Confira essas e outras dicas adquirindo a coleção!

Damas: aprenda e jogue com seus filhos

DamasO jogo de damas é, antes de qualquer coisa, um jogo de tabuleiro antigo. Muito antigo. Há indícios de um jogo parecido surgido na cidade de Ur, na região onde se localizava a Mesopotâmia, hoje território iraquiano. Uma versão bem primitiva do tabuleiro teve sua data descoberta: era de pelo menos 3.000 A.C, mas não possuía nenhum indício das regras utilizadas. Entretanto, um jogo egípcio descoberto por arqueólogos, acredita-se, é a versão mais próxima das damas que conhecemos. Chama-se alquerque, e data de 1.400 A.C.

As damas de hoje em dia, entretanto, surgiram na França, por volta de 1.100. O tabuleiro dispõe de 64 casas organizadas em um esquema 8×8 como o da foto abaixo. Assim como o xadrez, as peças são pretas e brancas, porém nas damas as peças utilizadas têm forma de moeda (figura 1).

damas2

Figura 1 – Tabuleiro e peças

O objetivo é simples: capturar todas as peças de seu adversário. Para isso, deve-se obedecer a algumas regras de movimento. Por exemplo, as peças não podem voltar casas, e devem avançar uma casa de cada vez e apenas nas diagonais. Mas atenção: existem regras especiais para capturas, como veremos em seguida. Confira a figura 2 abaixo, que mostra o movimento das peças no jogo de damas:

Damas diagonal

Há uma regra para a captura: ela é obrigatória. Uma vez que sua peça esteja em contato com uma adversária, ela deve atacar. Caso contrário, é retirada do jogo. É possível eliminar duas ou mais peças seguidas na diagonal, contanto que haja o espaço de uma casa entre elas, tanto para frente como para trás, como mostra a figura 3:

Damas captura

Figura 3 – Captura de peças

Ao avançar para a última linha do tabuleiro, a peça sobrevivente torna-se uma dama, ou seja, é coroada com uma outra peça que tenha sido capturada pelo adversário e ganha privilégios especiais.

Dama coroada

Dama coroada

As damas podem movimentar-se livremente em todas as direções pelo tabuleiro; entretanto são naturalmente eliminadas por peças comuns caso repouse em uma posição de captura adversária. Apesar da liberdade de casas que pode cobrir, as damas restringem-se apenas a uma direção por turno. Não é possível fazer “curvas” ou capturar peças que não estejam na mesma linha de sua posição atual.

Como dito anteriormente, o jogo termina quando todas as peças adversárias são capturadas. São necessárias estratégias e reflexão para não movimentar peças erradas e comprometer o jogo em favor do adversário. É um ótimo jogo para curtir com a família, e mais ainda com crianças, pois estimula o pensamento e ensina prudência e paciência, além de promover bons momentos juntos.

Agora que você já sabe como jogar damas, consiga um tabuleiro com peças e divirta-se!

Semana Santa: as lições que aprendemos

Semana SantaA igreja católica possui diversas festividades ao longo do ano, a maioria delas inspirada em festivais e datas pagãs anteriores às eras de dominação cristã. Uma dessas festas, e talvez a mais importante, é a Páscoa, ou a celebração da ressurreição de Jesus Cristo após sua condenação e crucificação por mãos romanas.

A festa, apesar de fazer parte do calendário católico, tem muito a ensinar para todos nós, desconsiderando credos ou culturas. A Semana Santa é uma lição humana de amor e humildade.

A quaresma, período subsequente ao Carnaval, conta 40 dias desde a quarta-feira de cinzas, e segue até o Domingo de Ramos, início da Semana Santa. O período da quaresma tem um único propósito: provocar uma reflexão sobre a vida, sobre a maneira que ela tem sido encarada e como é possível melhorar atitudes que não refletem o amor. Em diversos momentos, precisamos de “quaresmas”: períodos de reflexão sobre quem somos e como podemos melhorar. É preciso, mais uma vez, humildade e força de vontade para mudar.

O início da Semana Santa se dá no Domingo de Ramos, que relembra a entrada de Jesus em Jerusalém, cidade onde seria condenado e crucificado alguns dias depois. O povo celebra sua chegada na cidade como um salvador e o aclama com ramos, planta comum naquela área. Montado em um burro, Jesus abdica do título de senhor e mestre atribuído pelos seus seguidores e se aproxima fisicamente, deixando-se tocar em meio ao rebuliço. Como um homem santo e tão próximo de Deus estaria entre os homens comuns? Jesus, com sua atitude e popularidade, confunde os poderosos e os faz sentir ameaçados.

A Semana Santa avança, e nos faz chegar na Quinta-feira de Lava-pés, o maior símbolo de humildade entre tantos por parte de Jesus. Sabendo de seu papel, Jesus decide cear com seus discípulos uma última vez, para olhar em seus olhos e se despedir. Também durante a ceia escolhe lavar os pés de cada um dos presentes, que, espantados com tal atitude, perguntam-se o que estaria acontecendo. Jesus selaria a amizade com eles e os enviaria ao mundo para espalhar o seu amor, a mais importante de todas as suas mensagens.

A Sexta-feira Santa é o dia fatídico da morte de Jesus. Nela, vivenciamos o sofrimento que nos acompanha no dia a dia, o sangue que damos em nossas batalhas. Desde o caminho percorrido até a sua morte no Calvário, Jesus nos ensina que o percurso é árduo e mortalmente cansativo, mas não podemos desistir.

O Sábado Santo é um dia de esperança e de confiança. Jesus, em seu sepulcro, simboliza nosso processo de recuperação, de regeneração, e nos convida a refletir sobre como podemos vencer nossas mazelas. A vigília se faz necessária, e nossos corações devem ser renovados.

Jesus Cristo ressuscita no último dia da Semana Santa, o Domingo de Páscoa, que celebram a vitória e a vida. Jesus, tendo sido homem e santo ao mesmo tempo, nos diz que também podemos ser humanos, porém santos. Basta que saibamos nos redimir, aprender com os nossos erros, amar nossas vidas e a do outro. A Páscoa nos convida a renascer e a ir pelo mundo, renovados, espalhando as boas novas de amor, que é o objetivo final.

Que as lições da Semana Santa façam da sua vida melhor e repleta de amor!

Febre amarela: sintomas e prevenção

febre amarelaNos últimos meses, pudemos acompanhar nos noticiários casos envolvendo pacientes com febre amarela, uma doença até então erradicada do cenário brasileiro. A febre amarela é causada por um vírus e transmitida através de mosquitos, e pode ser um grande problema. Para evitar esse mal, devemos principalmente nos informar e agir. Leia no post de hoje sobre o que é a febre amarela e como proceder em casos de contaminação.

O que é a febre amarela?

É uma doença infecciosa, causada por um vírus ARN (propensos a mutações genéticas) do gênero Flavivirus. Esse vírus causa a febre amarela em humanos através vetores: mosquitos do gênero Aedes aegypti (o mesmo mosquito transmissor da dengue), mais comumente encontrado em cidades e zonas urbanas, ou, em casos de febre amarela silvestre, por mosquitos Haemagogus. Os mosquitos infectados pelo vírus são sempre fêmeas.

Sintomas

Os sintomas da febre amarela podem confundir a princípio. Ela é hemorrágica, e recebe esse nome por proporcionar ao corpo uma coloração amarelada; entretanto, nem sempre pode se manifestar assim. Sua detecção é feita apenas através de um exame de sangue ministrado por um médico, pois pode causar os mesmos sintomas que outros doenças: febre, dores na cabeça e no corpo (principalmente nas articulações, mas também no abdômen e lombar) e cansaço. Quando evolui, o vírus pode causar náuseas, vômitos acompanhados de sangue ou diarréia. Ao perceber esses sintomas, procure imediatamente um centro hospitalar. Depois de diagnosticada, a febre amarela deve ser tratada com a ingestão de água constantemente; não tome nenhum tipo de medicamento sem a prescrição de um profissional de saúde.

Prevenção e vacina

A prevenção é uma parte importante e que deve ser levada em consideração por todos. Como os mosquitos transmissores da febre amarela (dos tipos Aedes aegypti ou Haemagogus) são sempre fêmeas, é importante evitar a reprodução e a proliferação dos insetos em áreas próximas à população. Para isso, basta reservar alguns minutos do seu dia para esvaziar qualquer recipiente que contenha água limpa e parada, como vasos de plantas, pneus, copos ou lixo em áreas abertas. É de extrema importância que haja colaboração e cooperação com agentes de saúde devidamente uniformizados e credenciados, responsáveis pelas visitas de checagem.

Procure também em sua cidade, principalmente Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo (estados que registraram casos de febre amarela) postos de saúde que ofereçam a vacina contra a doença. Mas atenção: crianças de 6 a 9 meses incompletos de idade podem se vacinar apenas em situações de emergência ou viagens para áreas de risco. Crianças com nove meses completos recebem uma dose, com uma dose de reforço aos quatro anos de idade. Pessoas a partir de cinco anos que tomaram a vacina aos nove meses e não tomaram o reforço, bem como as que não se vacinaram em nenhum momento, devem regularizar suas doses. Pessoas com mais de 60 anos devem se vacinar apenas sob avaliação médica; a vacina é contraindicada para gestantes.

Faça a sua parte e previna-se!

Mais informações em: https://www.bio.fiocruz.br/index.php/febre-amarela-sintomas-transmissao-e-prevencao

Salada de tabule: delícia nutritiva

tabuleTodo mundo sabe que o mundo árabe é repleto das mais diversas delícias gastronômicas. Foram os árabes antigos, por exemplo, os responsáveis pela popularização de temperos simples que utilizamos até hoje, como a hortelã, o tomilho e a salsinha. Neste post, aprenderemos um dos pratos mais tradicionais do mundo árabe: a salada de tabule, que tem origem libanesa e costuma ser servida como entrada, mas funciona muito bem para acompanhar o prato principal. Além disso, seus ingredientes são nutritivos e possuem muitos benefícios para a saúde. Acompanhe a seguir a receita e shahiat jayida (bom apetite, em árabe)!

Ingredientes:

  • 45g de trigo para quibe;
  • 200g de tomate picado sem sementes;
  • 1 cebola picada;
  • 2 pepinos picados;
  • 1 maço de salsinha picada;
  • 3 colheres (sopa) de suco de limão;
  • 2 colheres (sopa) de azeite;
  • sal e pimenta-do-reino a gosto;
  • 1/4 colher (chá) de noz-moscada (opcional);
  • hortelã picada.

Modo de preparo:

Coloque o trigo em uma tigela com água fervente e misture com o auxílio de uma colher. Deixe em repouso por 1 hora, cobrindo a mistura com um pano grosso e limpo. Em seguida, escorra e esprema para tirar o excesso de água. Misture bem com os outros ingredientes (lembre-se de picar os legumes!) e sua salada de tabule estará pronta!

Senhas: como escolher melhor

senhasAs senhas são pequenos e terríveis detalhes do nosso dia-a-dia. Precisamos delas para acessar e-mails, contas de banco, redes sociais… E, para garantir a segurança, não podemos apelar para o famoso “1234″, pois existem inúmeros ladrões virtuais prontos para acessar suas informações e utilizá-las indevidamente. É preciso se proteger também no mundo virtual!

Para isso, precisamos dedicar algum tempo para pensar em nossas senhas. Há um termo chamado engenharia social, que consiste em “minerar” informações pessoais e até confidenciais através da persuasão ou conhecimento comum sobre um indivíduo. Quando mais informações pessoais divulgadas na internet ou mesmo em outros locais (uma conversa casual com um desconhecido, por exemplo), maiores as chances de elucidação de senhas, visto que muitas pessoas utilizam pistas de informações pessoais em seus códigos de acesso.

O ideal é que haja caracteres mesclados com números que tenham significado pessoal, mas nem sempre utilizando o  óbvio (datas de aniversário ou números de residências). Caso a mesma informação seja usada para gerar senhas em diferentes contas, o perigo é multiplicado. Uma dica para evitar a repetição e ainda assim lembrar de cada senha é utilizar um assunto para cada conta. Assim: se escolheu algo relacionado a um local, reserve-o para o banco e não o repita para a conta de e-mail. Escolha sempre motivos diferentes para diferentes acessos.

Como mencionado, a construção de senhas deve, quando possível, mesclar caracteres com números. Utilizar letras maiúsculas com letras minúsculas também ajuda, porque dificulta o trabalho de programas hackers capazes de rastrear e descriptografar senhas. Quanto mais caracteres utilizar, inclusive os caracteres especiais (@, #, $ etc) misturados com números, menores serão as chances de ter as suas senhas quebradas. Mas cuidado: existem também programas invasivos que copiam as teclas digitadas pelo usuário. Dessa forma, o invasor tem acesso a tudo que o usuário afetado escreve, inclusive suas senhas. Por esse motivo, é muito importante não executar qualquer arquivo .EXE, ou seja, arquivos executáveis. Eles podem ser arquivos de instalação comuns, como um programa que você deseja instalar em seu computador; porém, muitos invasores disfarçam seus programas invasores sob a forma de um programa comum. Não execute arquivos desse tipo caso não seja de uma fonte confiável.

Por fim, uma dica comum é anotar todas as suas senhas à mão em um papel e guardá-lo a sete chaves. Manter um banco de dados físico é uma fonte segura de que suas senhas estarão guardadas e acessíveis sempre que precisar, mas tenha sempre muito cuidado para não deixar nada exposto por aí!

 

Sucos cítricos para refrescar o feriado

sucos cítricosO feriado de Carnaval já está aí, e uma dica para passar os quatro dias de folia hidratado de uma forma saborosa é preparar sucos cítricos (que também emagrecem). Siga as dicas a seguir e os benefícios de cada fruta e aproveite o feriado de um modo refrescante!

 

 

Suco cítrico de abacaxi e hortelã

  • 2 rodelas grandes de abacaxi;
  • 1 xícara de chá de maçã picada, sem cascas nem sementes;
  • 2 xícaras de chá de suco de laranja;
  • 250ml de água gelada;
  • Cubos de gelo.

Misture todos o abacaxi e a maçã num liquidificador, adicionando a água gelada aos poucos. Coe a mistura, leve novamente ao liquidificador e misture dessa vez o suco de laranja e os cubos de gelo. Coe novamente a mistura e sirva!

O abacaxi contém uma grande quantidade de vitamina A, C, B, zinco, magnésio, fósforo, cálcio e ferro, que ajudam na geração de sucos digestivos que desintegram o alimento e melhor aproveitam os nutrientes ingeridos. O abacaxi também é um ótimo agente contra gripes e resfriados, bem como para o fortalecimento dos ossos através do magnésio. Já a hortelã é uma grande ajuda contra problemas respiratórios, fadiga e, se ingerida regularmente, pode auxiliar no combate ao Alzheimer, doença mental que compromete as ligações nervosas do cérebro.

Suco cítrico de lima e limão

  • 1 fatia de abacaxi;
  • 1 lima;
  • 1 limão grande;
  • 1 xícara (chá) de uvas verdes;
  • 400ml de água mineral com gás gelada;
  • Gelo picado.

Corte a fatia de abacaxi em fatias pequenas, e descasque e corte também a lima e o limão. Bata as frutas e a água gelada num liquidificador, processe a mistura, coe e sirva com gelo picado em cima.

A ingestão de limão e lima é uma prática que ajuda a purificar o organismo, devido as suas capacidades diuréticas. O limão também ajuda na digestão, limpa a pele e fortalece o sistema imunológico, evitando doenças como a gripe. Além disso, a lima diminui a acidez estomacal e fortalece as gengivas.

Suco cítrico de maçã, uva e limão

  • 3 maçãs vermelhas médias;
  • 1 cacho de uvas verdes ou rosadas;
  • 1/4 de limão com casca;
  • 150ml de água.

Corte o limão e as maçãs em fatias pequenas e bata no liquidificador com as uvas e a água. Coe a mistura e em seguida sirva.

As maçãs são grandes agentes contra a cárie, pois o sumo das maçãs possuem propriedades que matam 80% dos germes causadores desse mal. As maçãs também são ricas em pectina, uma fibra que ajuda no controle da glicemia, que, em excesso pode causar diabetes. De quebra, as maçãs evitam a queda excessiva de cabelo! Já as uvas são grandes fontes de vitamina C e antioxidantes: retardam o envelhecimento, evitam as rugas e manchas escuras na pele.

Blocos infantis para animar a criançada

bloco-infantilA folia já está entre nós! O Carnaval de 2017 chegou, e com ele muitas opções de diversão nas principais cidades brasileiras. E como a festa é para todos, existem também blocos infantis para fazer os pequenos entrarem no clima e se divertirem com a família. Confira a programação de algumas cidades! Pesquise mais informações sobre a sua e não deixe de se divertir com os pequenos foliões!

  • Blocos infantis em Rio de Janeiro

No Rio, existem muitas opções infantis para este Carnaval. Entre elas, está o Mini Bloco, que acontece no dia 18 de fevereiro na Praça Xavier de Brito, na Tijuca. Lá, além da distribuição de confete e serpentina, também é possível fazer doações de alimentos para instituições de caridade. Além do Mini Bloco, haverá, no dia 26, o Bloco Boi Dormir, na Avenida Dias da Cruz, no Méier. O bloco apresenta a criançada a figuras folclóricas tradicionais com histórias, músicas e muito samba. A concentração acontece a partir das 15h.

  • Blocos infantis em São Paulo

Em São Paulo, o bloco Fraldinhas e Alfinetes acontecerá no dia 18 de fevereiro, e contará com uma banda, atividades recreativas e um concurso de fantasia. A concentração do bloco infantil começa às 10h em frente a loja Empório da Papinha, patrocinadora do bloco, na cidade de Moema. Também há o bloco infantil Mamãe Eu Quero, em Perdizes, que ocorre no dia 18 de fevereiro, das 9h às 13h, na praça Irmãos Karmann, próximo à avenida Sumaré. O bloco conta com a participação da Banda Encantada, e é uma ótima opção de diversão para pais e filhos com suas respectivas fantasias. Há uma página no Facebook para quem quiser conferir a programação completa.

  • Blocos infantis em Brasília

Na capital federal, em 25 de fevereiro, haverá o Carnaval do Parque no Parque da Cidade (Praça das Fontes, próximo ao estacionamento 9) com brinquedos infláveis e monitores que garantirão a segurança das crianças durante as atividades no bloco infantil. A festa começará às 10h e irá até 14h. Ainda no Parque da Cidade, haverá o bloco infantil Baratinha, no dia 26 de fevereiro, que contará com diversas atrações entre a Banda Infantil da Baratinha, palhaços, bonecos gigantes e muito mais.

  • Blocos infantis em Rio Grande do Norte

Em Natal, a folia dos blocos infantis pode se encontrar no Bailinho Natal Shopping, no estacionamento do shopping. Acontece no próximo dia 19 a partir das 16h, e contará com pinturas manuais, atrações circenses e participação da Banda Clarim Kids para animar todo mundo. Além disso, haverá um concurso de melhor fantasia para os pequenos.

  • Blocos infantis em Salvador

O Bailinho com Tio Paulinho, no Shopping Itaigara, em Pituba, oferecerá diversas atividades para entreter as crianças. Acontecerá no dia 18 de fevereiro, das 15h às 17h.

  • Blocos infantis em Porto Alegre

No sul do país, o carnaval de rua conta com o bloco infantil Bloco Rua do Perdão, que acontece no dia 28 de fevereiro. O início do evento será às 9h, mas a grande concentração será às 13h. Fica na Rua da República, esquina com José do Patrocínio e fica por ali mesmo! É só ir e se divertir com os pequenos foliões.

Seis dicas de hack para sua casa!

hacks-casaA palavra hack é geralmente usada em computação para definir quebras de segurança e invasões de privacidade pelas mãos dos hackers. Entretanto, a palavra em inglês significa, em tradução literal, cortar, e pode ser interpretada como um atalho, um caminho encurtado. Através de diversas formas de utilizar e reutilizar ideias e objetos comuns em nossas casas, podemos ser hackers e facilitar (e muito!) a nossa organização diária. Confira os hacks que preparamos a seguir para tornar sua vida mais fácil e organizada!

Quer remover as marcas de uma caneta permanente sobre um móvel de madeira? Há um hack muito fácil para esse problema. Você só precisa ir ao banheiro e pegar um tubo de pasta de dente. Coloque um pouco da pasta sobre a mancha e com um pano úmido, esfregue até que a mancha se dissolva.

Para remover o mau-cheiro de latas de lixo, pegue algumas cascas de limão e faça cubos de gelo com elas. Ponha os cubos com as cascas dentro de um saco plástico fino e deixe no fundo da lixeira. 

Com papelão ou uma garrafa pet, faça um suporte para seu telefone carregar. Esse hack precisa de um pouco de trabalho manual, as ainda é muito fácil de fazerCorte o papelão ou a garrafa pet em forma de cruz invertida. Em seguida, junte e cole as pontas menores uma à outra para formar uma bolsa. Na ponta maior, faça um buraco que sirva para encaixar o carregador do seu telefone. Agora é só plugar o carregador na tomada e deixar o telefone (e o fio!) dentro da “bolsa”.

prendedor2Agora, prepare-se. Esse hack é daqueles que te fazem pensar “nossa, isso é tão óbvio!” Sabe aqueles prendedores de papel comuns, como os da imagem ao lado? Eles podem ser úteis para prender e organizar fiosApenas passe os fios por dentro dos arames e agarre o prendedor em algum móvel ou outro suporte próximo. Isso vai ajudar a não deixar vários fios espalhados pelo chão.

Se você precisa prender alguma coisa na parede, use anéis de lata! Pegue qualquer anel de lata e prenda a um suporte, como um parafuso ou prego, para prendê-lo em outro suporte na parede. Simples e fácil!

Por último, se você não possui nenhum cortador manual, mas precisa de cortes exatos e precisos em alimentos, não se preocupe. Volte ao banheiro após a primeira dica, pegue um pedaço de fio dental sem sabor e corte bolos, queijos e outros alimentos macios com ele apenas segurando as pontas com as duas mãos.

É possível dar diversos usos para vários objetos e solucionar problemas caseiros com eles. Basta utilizar a criatividade!

Casa

Veja também