Casamento: torne o “Felizes para sempre” realidade

casamentoO brasileiro está se casando mais. Segundo o IBGE, só em 2012, foram mais de um milhão de casamentos registrados (um aumento de 1% em relação a 2011).

Em contrapartida, os casamentos estão menos duradouros. A pesquisa mostrou que o brasileiro fica casado, em média, por 15 anos – dois anos a menos que na pesquisa anterior, realizada em 2007.

Mas no dia do “sim”, quem sequer imagina que um dia vai se separar?

Há quem diga que os primeiros anos do casamento são mais fáceis; outros, porém, julgam que esses são justamente os mais complicados. O fato é que não importa o tempo: momentos difíceis a dois são uma realidade que todos os que já disseram “sim” um dia (no altar ou não) terão de enfrentar.

Então, como tornar a promessa do “Felizes para sempre” realidade? Eis algumas dicas.

Coloque-se no lugar do outro Este é um mandamento universal, mas é vital no que diz respeito ao casamento. Tudo fica mais fácil quando procuramos entender a perspectiva do outro e nos tornamos menos egoístas e mais flexíveis.

Relembre os bons momentos No meio de uma crise, procure se lembrar da época em que você achava que seu cônjuge era a pessoa ideal para você. Recorde o primeiro encontro, o primeiro beijo. Aposto que isso lhe arrancará um sorriso do rosto. (Só não vale pensar que era tudo mentira! Mas, sim, que é possível resgatar o que havia de melhor no relacionamento.)

Carinho e respeito, sempre Intimidade não é sinônimo de desleixo. Muitas pessoas acabam deixando de lado os “bons modos” que tinham antes do casamento. Um beijo de bom-dia; um “tudo bem?” ao telefone; um “como foi seu dia” à noite; um tom de voz respeitoso e por aí vai. Se a maioria dos casais se mantivesse carinhosa e cuidadosa com as palavras no dia a dia do casamento como era no início do namoro, muitos permaneceriam juntos.

casamento-sexoSexo é bom e todo mundo gosta O melhor do casamento é o amor… e o sexo!! Não pense que seu amigo solteiro faz mais sexo que você, casado. Estima-se que pessoas casadas façam 10% mais sexo que as solteiras. E o motivo é simples: você tem alguém à disposição debaixo do mesmo teto!

Pesquisas à parte, cultivar o sexo é tão importante quanto cultivar o amor. Um complementa o outro. Então, pratique sexo, converse sobre sexo e prepare-se para fazer sexo hoje, se possível!

Compartilhe O egoísmo é o grande vilão do casamento. A escolha da vida a dois é exatamente isso: uma vida vivida por duas pessoas. Isso porque a pessoa com quem convive divide quase tudo com você: comida, despesas, tempo, filhos, até a cama! Não estamos falando de perder a individualidade (que é o que faz um admirar o outro), mas sim de deixar de lado aquele sentimento ruim que insiste em querer nos fazer pensar só em nós.

Perpetue o “sim” Decidir aceitar alguém para sempre é muito mais difícil que decidir aceitar alguém por um dia todos os dias – e olha que nós tivemos coragem de dizer isso na frente de muitas pessoas um dia. Então, que tal acordar de manhã e decidir aceitar aquela pessoa que dorme ao seu lado nas próximas 24 horas como no dia em que se juntou a ela no altar, tratando-a com amor e admiração?

Perdoe e peça perdão Isso é o que faz o casamento perdurar e prosseguir. Se, por um lado, faz bem recordar o que é bom, por outro, prender-se a um momento ruim do passado só nos impede de sermos felizes no presente. Não deixe que o orgulho roube a sua alegria e a do outro: pratique o perdão e veja que você vai ser muito mais feliz!

casamento-felizQuer saber mais? Que tal paquerar o nosso e-book S.O.S. Casamento aqui, aqui e aqui? Quem sabe isso não termina em casamento? ;)

 

 

Apaixonada por livros desde a infância, descobriu que poderia inspirar pessoas por meio das palavras. Dia após dia, vive em busca de conhecimento e procura olhar para o céu como uma lembrança das infinitas possibilidades de ser feliz.