Convença seus filhos a comer legumes e verduras

criancas-cozinhando-para-criancas-capaUma das coisas com que as mães costumam sofrer é fazer os filhos comerem legumes e verduras em quantidade suficiente para oferecer uma alimentação balanceada. Afinal, não dá para ter um filho saudável com nugget e batata frita, né?

Com certeza disso a minha mãe não sofreu. Sempre tive uma ótima relação com a comida: bato pratão – dando prejuízo em restaurantes –, nunca tive frescura para comer e hoje adoro cozinhar. Minha mãe sempre me acostumou a comer salada antes do prato principal – assim, reduzindo a fome – e não faltavam legumes e verduras na mesa, ainda que fossem em forma de suflê, sopa ou escondidos no feijão. :D

criancas-comida-cara-feiaTenho amigos que, quando crianças, precisaram tomar uma colherada do famoso Biotônico Fontoura (quem não lembra da musiquinha do comercial? haha) antes das refeições para abrir o apetite. Por isso, as mães vêm colocando em prática várias táticas para convencer as crianças a comer legumes e verduras. No Japão, fazer carinhas e desenhos com a comida para estimular os japonesinhos a comer legumes e verduras já é um costume das mães há bastante tempo. Tanto que os bentôs (marmitinhas) criativos são vendidos até nas lojas.

Se seu filho faz cara feia na hora de comer, confira algumas ideias:

1 No dia a dia, sirva a mesma refeição do restante da família. Para incentivá-las a experimentar novos sabores, coloque alimentos diferentes e coloridos no prato – se sobrar um pouco, não haverá drama. O equilíbrio de comida e nutrientes é adequado para crianças a partir de 2 anos, em porções menores. Antes dos 5, porém, talvez os pequenos precisem de uma dieta um pouco diferente, que deve incluir:

  • Leite integral, entre 1 e 2 anos, e integral ou semidesnatado entre os 2 e os 5 anos. Leite desnatado não fornece tanta vitamina A, importante para o desenvolvimento do sistema imunológico.
  • Pequenas porções de comida calórica, já que as crianças precisam de energia para o crescimento, mas ainda têm estômagos pequenos. Nozes, sementes, ovos e sardinhas contêm gorduras saudáveis. (Crianças menores de 5 anos não devem comer nozes inteiras, pois correm o risco de engasgar.)
  • Muitas frutas e legumes, tanto nos lanchinhos quanto nas refeições. A porção ideal para as crianças tem o tamanho da mão delas fechada.

Faça carinhas e desenhos com a comida. O vídeo abaixo ensina o passo a passo de montar um panda divertido:


criancas-comida-arvore-queijo

2 Num prato bonito, coloque pequenas porções de queijo em cubinhos, pepino em fatias, tomate e abacate picado, biscoitos de aveia com um pouco de cream cheese, um montinho de uvas ou morangos, maçã desidratada e outros ingredientes saborosos. É uma boa maneira para usar sobras e as crianças acharão uma delícia.

3 Prepare um sanduíche com queijo, alface, tomate e legumes variados, e monte um rosto acrescentando “cabelo” de brócolis, “olhos” de pepino e uma “boca” sorridente de tomate.

criancas-comida-vaquinha

4 É importante acostumar as crianças a verem legumes no prato. Se seu filho é enjoado, porém, alivie um pouco da pressão misturando os alimentos a molhos de macarrão e acrescentando ingredientes à cobertura da pizza.

5 Corte um melão maduro em fatias e retire as sementes. Faça um barquinho com ele e “embarque” legumes ou frutas pequenas, como uvas, jabuticabas, amoras etc. Fatias de laranja em palitos de dente podem ser as velas. Crianças menores vão precisar de ajuda para comer o barquinho.

Veja a seguir outras ideias:

criancas-comida-barquinho-de-melao

 

criancas-comida-lagarto

 

criancas-comida-coqueiro-frutas

Com dedicação e muita paciência para montar os pratos, com certeza seu filho vai parar de resistir à comida e perceber como comer legumes e verduras pode ser delicioso e divertido! ;)

Leitora voraz, beatlemaníaca e cinéfila. Coleciona guardanapos estampados, cartões-postais e canecas. Ama viagem no tempo, zumbis, cheiro de chuva, sorvete derretido e histórias de suspense. Tenta convencer todo mundo de que tem uma bagunça organizada em casa. E é a mais pura verdade!