Dando um trato nos abajures

abajur1Enjoou da aparência daquele abajur que fica no canto da sala? Queria colocar um abajur personalizado no quarto dos filhos, mas todas as opções em lojas são muito caras? A solução é fazer você mesmo! Separamos algumas dicas que podem dar vida nova à iluminação da sua casa.

Use uma capa difusora de luz para fazer sombra

 

As luminárias muitas vezes devem sua beleza mais ao formato da cúpula do que à luz que projetam. Para suavizar o brilho da luz que atravessa uma cúpula de tecido ou de papel, experimente fazer uma capa franzida – é bem fácil se a cúpula for redonda. Procure retalhos com tratamento antichama e vasculhe o armário de roupas de cama e mesa em busca de um tecido fino com uma cor ou estampa clara ou intermediária e de um pedaço de fita fina para franzi-lo.

1. Corte o material com cerca de duas vezes a largura da circunferência menor da cúpula (mais para uma cúpula com um dos lados bem largo) e cerca de 5 cm maior do que a altura. Junte os tecidos se necessário, talvez alternando o pedaço liso com o estampado.

2. Costure os pedaços do tecido. Dobre e alinhave as bordas de cima e de baixo para fazer bainhas de 1 cm, deixando uma pequena abertura em cada lado. Agora pegue a fita e corte pedaços com o dobro do tamanho da circunferência das bordas de cima e de baixo e envolva firmemente cada uma das pontas com fita adesiva para ficarem iguais às pontas de um cadarço.

3. Enfie a fita na bainha, trabalhando o tecido para que o franzido fique distribuído de maneira uniforme. Amarre o que sobrar da fita em pequenos laços. Para fixar a capa, prenda-a com linha pelas bordas de cima e de baixo ou use fita adesiva de dupla face. A nova iluminação terá uma aparência tão suave e bonita quanto a luminária.

Cuidado: As lâmpadas halógenas esquentam muito. Portanto, use cúpulas resistentes ao calor para essas luminárias.

Renove suas cúpulas

 

Você sabia que pode pintar uma cúpula de tecido com spray e dar a ela uma nova aparência? E nem vai precisar comprar tinta nova se tiver à mão tinta para artesanato ou um resto de tinta à base de água.

  • Usando uma parte de tinta para 10 partes de água, misture bem até encher um borrifador de plástico de 500 ml. Certifique-se de que a cúpula esteja limpa e sem poeira. Proteja a parte de dentro da cúpula com papel preso com fita-crepe. Comece borrifando uma leve camada uniforme e espere secar. Borrife a tinta novamente, deixando secar cada camada até conseguir a intensidade de cor que deseja.
  • Crie um desenho utilizando fita-crepe para fazer listras horizontais e verticais. Outra opção é recortar moldes em um papel impermeável prendendo-os à cúpula com fita adesiva dupla face antes de pintá-la. Após borrifar a tinta, espere secar para retirar os moldes. A fim de obter um efeito mais suave, salpicado, use a mesma fórmula da tinta e aplique-a diretamente sobre a cúpula, um pouco de cada vez, batendo de leve com uma esponja. O tecido vai espalhar a cor, criando uma aparência leve e delicada.

Silhuetas na cúpula

 

Deixe uma cúpula lisa de papel ou de tecido mais interessante com recortes de papel escuro ou mesmo preto –, esta é também uma forma divertida de decorar a casa para ocasiõesespeciais. Você pode experimentar fazer desenhos de folhas para festejar a chegada do outono, fl ocos de neve para o inverno, corações para o Dia dos Namorados, lanternas de abóbora para o Dia das Bruxas, bolas de futebol para a Copa do Mundo. Recortes de papel-cartão também funcionam bem. As cúpulas brancas transparentes, creme, douradas, beges e em tons pastel produzem o melhor efeito. Quando recortar os moldes, ajuste-os ao tamanho da cúpula – nem tão grandes e nem tão pequenos. Prenda-os no lado interno da cúpula com fita adesiva dupla face, tomando cuidado especial para que o papel não encoste e nem fique muito próximo da lâmpada. Em seguida, ligue o abajur e veja como as silhuetas parecem estar “incorporadas” à luz. Com o tempo, os moldes de papel vão começar a se dobrar, mas são fáceis de remover e substituir.

abajur2Quase tudo pode ser uma base de abajur

 

Imagine um lindo vaso de flores feito de cerâmica iluminando sua sala de visitas. É relativamente simples transformar quase todos os recipientes que não sejam muito frágeis, grandes ou pequenos, em uma base de abajur exclusiva. A maioria deles precisa de um furo na base ou na lateral para a entrada do fio. Você pode aproveitar as peças de outra luminária velha para não ter despesas, mas, se não tiver experiência com instalações elétricas, é recomendável levar o objeto escolhido a uma loja de material elétrico e pedir ajuda. É provável que precise gastar alguma quantia (as casas de material elétrico dispõem de quase tudo nesse sentido), mas, comparado a uma peça nova e exclusiva, você pode se surpreender com quanto é possível economizar ao criar a própria luminária. Bases maravilhosas podem ser reaproveitadas a partir de velhos:

  • Vasos baratos
  • Jarras compradas em feirinhas
  • Canecas grandes de café
  • Tigelas de cerâmica viradas para baixo
  • Troféus
  • Livros empilhados que ficaram colados
  • Caixas antigas de madeira
  • Vasos de flores

Pinte a base de uma luminária velha

 

Renove a base de uma luminária velha de madeira, metal, plástico ou até mesmo vidro com uma camada de tinta. Use a sobra de uma tinta que você já tem, mas antes verifique as informações na lata para saber se ela é indicada para o material ao qual será aplicada. Se precisar comprar tinta, uma lata de spray ou uma lata pequena de esmalte devem ser sufi cientes para um par de bases de tamanho médio. O vidro precisa de uma tinta especial, encontrada em casas de material para artesanato, para um acabamento duradouro. A cor e o motivo dependem da sua escolha. Vale tudo, desde um acabamento antigo até um ar industrial moderno.

Antes de pintar, use fita-crepe para proteger os acessórios e outras áreas que você não queira colorir, como a base de metal ou algum enfeite. Proteja também o soquete para evitar que a tinta escorra sobre os contatos.

“Rata” de livraria, jornalista (escritora um dia, quem sabe?) e catálogo de música ambulante. Adora sorvete, cachorros e viajar. Mais do que isso, adora conhecer pessoas e suas histórias e fazer amigos.