De casa para o trabalho, a marmita é a pedida

casa-marmita-capaAcabei de voltar de Curitiba, onde passei um maravilhoso Carnaval sem carnaval, e, dentre outras coisas, percebi uma diferença estrondosa com relação ao Rio: a comida lá é muito barata. Por comida, digo a comida de rua, de restaurante. Imagine você que comi numa churrascaria por meros 30 reais e um rodízio de massas num restaurante chiquezinho pagando apenas 40 reais por pessoa! Saí de lá rolando, é claro. :D

Passeando pelas ruas da tal cidade-modelo brasileira – os curitibanos se gabam muito disso lá, e com razão! –, vi placas em lanchonetes, bares e restaurantes com combos de almoço + bebida + sobremesa por 12 reais. É o paraíso dos comilões (eu!). Enquanto isso, aqui no Centro do Rio sofremos para encontrar um lugar para comer por menos de 20 reais por dia. Num restaurante a quilo, já cheguei a gastar 40 reais por prato – tudo bem que sou olho grande, vai… :)

Como meu vale-refeição costuma acabar no meio do mês (e olha que tem um valor até alto) e como a comida sobra lá em casa – morando sozinha, sobra tudo para mim –, já há algum tempo comecei a trazer marmita para o trabalho: economizo dinheiro, dou um fim às sobras da geladeira e ainda regulo o olho grande. Com a marmita, você pode comer congelados, a comida da mamãe ou a sua mesmo, com o temperinho caseiro que nem sempre encontramos nos restaurantes – na verdade, quase nunca, né?

Se há disponibilidade de esquentar comida no seu trabalho, por que não adotar a marmita? Você pode encontrar vasilhas em qualquer loja, mas é preciso prestar atenção a certos cuidados. Veja as dicas que separei de pesquisas e da minha própria experiência:

  • O pote plástico tão comum para marmita contém substâncias tóxicas, que, quando submetidas ao calor, altera a função de certos hormônios e podem contribuir para o desenvolvimento de doenças, como a diabetes. As vasilhas mais indicadas são a de alumínio e a refratária. No caso do alumínio, transfira a comida para um prato que possa ir ao micro-ondas. Não vai explodir o aparelho da empresa, hein! casa-marmita-aluminio
  • Se você come pouco, arranje um pote pequeno, que comporte a comida proporcionalmente: senão, o ar lá dentro pode propiciar a propagação dos microrganismos.
  • Se for levar salada, coloque-a separada dos outros alimentos que vão ao micro-ondas. Também leve o molho da salada em outro recipiente para que as hortaliças não murchem até a hora de comer. Tente, aliás, não demorar a comê-las: a partir do momento que são retiradas da geladeira, elas começam a soltar água.
  • O mesmo vale para o molho do macarrão e o feijão: leve-os separados da massa e do arroz (são carboidratos e por isso “chupam” o caldo). No caso do arroz com feijão, eu costumo colocar o feijão embaixo do arroz e em maior quantidade, assim sobra caldo na base e a comida não fica seca.
  • Evite frituras, pois perdem a crocância ao serem requentadas. Não sei você, mas acho batata frita requentada horrível, fica toda molenga…
  • Não descarte as sopinhas no inverno – apenas tenha certeza de que a vasilha esteja bem lacrada. Uma opção é comprar aquelas sopas em pó que vêm em envelopinhos para dissolvê-las na água quente. Mas só de vez em quando, viu? Elas contêm muito sódio e podem fazer mal aos hipertensos.
  • Procure manter os alimentos separadinhos uns dos outros para não comprometer o sabor da comida – ou seja, nada de misturar tudo e colocar uma marmita de gororoba hehe Há vasilhas com divisórias para esse fim.
  • Não encha demais a vasilha. Assim, você se acostuma a ficar satisfeito apenas com aquela quantidade. Como não pode repetir o prato, seu estômago vai sendo domesticado. Conforme o tempo for passando, você pode até considerar levar um pote menor. Foi o que aconteceu comigo :D
  • Se o trajeto casa-trabalho for longo ou fizer muito calor, acondicione a marmita numa bolsa térmica e coloque-a na geladeira assim que chegar ao destino; senão, ela pode azedar.
  • Aos preguiçosos de plantão (eu!): SEMPRE lave a marmita depois de comer. Motivos óbvios, não? :)

casa-marmita-preparo

Espero que tenha gostado das dicas e passe a adotar a famosa quentinha no seu dia a dia! Se você quer ser saudável, comer menos e economizar, vale muito a pena! ;)

Leitora voraz, beatlemaníaca e cinéfila. Coleciona guardanapos estampados, cartões-postais e canecas. Ama viagem no tempo, zumbis, cheiro de chuva, sorvete derretido e histórias de suspense. Tenta convencer todo mundo de que tem uma bagunça organizada em casa. E é a mais pura verdade!