Relações interpessoais: como se sair bem em situações delicadas

Todos nós passamos por situações delicadas em nossas relações interpessoais… Embora, com o tempo, aprendamos a lidar com elas, há maneiras de evitá-las. Veja algumas dicas de como se sair bem em seus relacionamentos.

Críticas As críticas fazem parte de qualquer relação interpessoal. Seja em casa ou no trabalho, elas nos acompanham ao longo da vida. Por isso, saber lidar com elas é muito importante. Quando você tiver de fazer uma, procure mostrar o que gostaria que a pessoa tivesse feito, em vez de apontar o que ela fez de errado, ou não fez. Por exemplo, em vez de dizer ao seu filho: “Por que você não arrumou o seu quarto?”, ou: “Seu quarto está uma bagunça!”, diga: ” Eu ficaria muito feliz se seu quarto estivesse arrumado este fim de semana para que você e seus primos possam brincar.”

Timidez em eventos sociais O desafio de se integrar em eventos sociais costuma ser maior para pessoas tímidas. Se você é uma delas (acredite, você não está sozinho, estima-se que 40 % da população o seja!), aqui vão algumas dicas para ajudá-lo a travar conversas bem-sucedidas sem suar frio:

  • Comece com o papo-furado. Ele é a melhor porta de entrada para uma conversa mais profunda. Comente sobre o vinho que estão servindo ou apresente alguém que você conhece a outra pessoa;
  • Seja gentil, mas sem se exibir;
  • Comece com frases simples e já vá pensando no que você pode falar de si mesmo (como uma miniapresentação que pode servir de assunto);
  • Entre em conversas que já estejam em andamento, falando sobre algum tópico da discussão ou propondo um novo (mas que tenha um gancho com o primeiro);
  • Despeça-se pedindo licença para cumprimentar outra pessoa.

Elogios Muitas pessoas têm dificuldades de receber elogios. Aposto que você já ouviu alguém – até mesmo você – respondendo: “Imagine! Bondade sua”, ou: “Que nada, não sou tão bom assim”. Embora isso mostre que você não é orgulhoso, desprestigia quem o elogiou. Portanto, a melhor resposta é um “muito obrigado”, seguido de um sorriso sincero (e não sem graça!).

Desculpas Nem todo mundo tem facilidade de assumir o erro e pedir desculpas. Na verdade, só a minoria o faz tranquilamente. Mas todos sabemos que isso é a solução de grande parte dos problemas nas relações interpessoais. Por isso, se para você isso é um sacrifício, aqui vão dicas de como tornar essa atitude genuína e simples:

  • Mais que falar, mostre uma atitude de arrependimento;
  • Explique sem se justificar (simplesmente conte a verdade sobre o que aconteceu, sem se eximir da culpa);
  • Reconheça e assuma a responsabilidade;
  • Demonstre uma disposição para resolver a situação e uma predisposição em mudar dali para frente.

Enfim, nem sempre vale a máxima “é errando que se aprende”. Podemos procurar ser pessoas melhores em nossas relações interpessoais diariamente. Isso nos torna melhores, também, para nós mesmos!

Queremos saber: como você lida com situações delicadas? Compartilhe a sua experiência!

 

 

 

Apaixonada por livros desde a infância, descobriu que poderia inspirar pessoas por meio das palavras. Dia após dia, vive em busca de conhecimento e procura olhar para o céu como uma lembrança das infinitas possibilidades de ser feliz.