Remédios caseiros para picadas de insetos

Fui passar um fim de semana na casa de praia da minha tia lá em São João da Barra. A casa estava meio abandonada – ela até paga um caseiro, mas não ia lá havia tanto tempo que o cara largou de mão –, então imagina o estado da coisa. Além de fazer uma megafaxina e tirar as teias de aranha espalhadas nos cantos mais escondidos da casa, havia ninhos de marimbondos e colmeias instalados logo na entrada e na grade das janelas.

Eu já morro de medo de uma simples abelhinha no suco de laranja, imagina para tirar aqueles ninhos ameaçadores da janela? Não tirei. Minha tia também não. O caseiro bancou uma de herói e se aventurou. Acabou se ferrando – ou melhor, sendo aferroado. O que fazer nesses casos?

As picadas de abelhas, vespas ou marimbondos podem ser muito mais sérias que as de mosquitos. Se você for picado na boca ou no pescoço, tem sérios riscos de sufocamento; se for alérgico, pode ter risco de morte. Nestes casos, corra para o hospital. De resto, a medicina caseira pode dar suas contribuições. Veja abaixo algumas dicas de como preparar remédios caseiros:

  • Nas picadas de abelhas, vespas ou marimbondos, retire o ferrão e esfrie o local atingido com água corrente, compressa fria ou pedras de gelo envoltas num pano.
  • Umedeça de imediato o local com saliva e pressione ali um torrão de açúcar úmido.
  • Para evitar que inche, coloque fatias de cebola ou de limão frescas. Você também pode aplicar um pano de algodão limpo embebido em água-de-colônia ou cachaça (para colocar no machucado, e não para beber, hein!)
  • Passe uma mistura de 2 gotas de óleo de limão e 1 colher (chá) de mel sobre a área picada para prevenir inflamações.

Mas, já diz o ditado, é melhor prevenir do que remediar, certo? Para que isso não aconteça, não ataque abelhas, vespas ou marimbondos. Se eles se sentirem intimidados, atacarão você. Evite também ficar perto de latas de lixo, economize no uso de perfumes e mude a roupa suada, pois o cheiro, tanto do perfume quanto do suor, funciona como atrativo para os insetos.

Midori Faria

Leitora voraz, beatlemaníaca e cinéfila. Coleciona guardanapos estampados, cartões-postais e canecas. Ama viagem no tempo, zumbis, cheiro de chuva, sorvete derretido e histórias de suspense. Tenta convencer todo mundo de que tem uma bagunça organizada em casa. E é a mais pura verdade!