Turismo alternativo: outras opções para turistas

mundo-melhor-turismo-alternativoSe você está cansado ou com preguiça de fazer milhões de roteiros de viagem e correr de um lado para outro na cidade de destino para que dê tempo de visitar tudo, saiba que há outros modos de aproveitar a visita e ainda descansar.

E, como brasileiro é criativo, não poupamos esforços para inventar uma nova forma de turistar. O turismo alternativo varia entre ecoturismo, couchsurfing e passeios em meios de transporte não convencionais, como bicicleta, ônibus anfíbio e cavalo.

Sim, ônibus anfíbio! O primeiro do Brasil foi inaugurado aqui no Rio em janeiro e já faz sucesso. O veículo começa o passeio como ônibus até a marina da Glória, onde, inesperadamente, entra na baía de Guanabara. Deve ser muito estranho estar na terra e de repente começar a navegar, não? Mas, como a cidade fica linda de qualquer ângulo, ver as atrações turísticas do mar deve ser maravilhoso.

Outra forma de turismo alternativo no Rio é conhecer a cidade pedalando de bicicleta. Os brasileiros podem se beneficiar da ideia simplesmente alugando bicicletas pela cidade ou usando a própria. Para os estrangeiros, a empresa Bike in Rio Tours vende pacotes com o itinerário escolhido pelo usuário e empresta as magrelas. O passeio conta com um guia, que vai lá na frente dando informações da cidade. É divertido e saudável, e qualquer um pode pedalar, independente de idade e condicionamento físico. O trajeto é geralmente plano e não exige muito esforço. Mas bom senso é sempre bom, né? ;)

A bicicleta faz tanto sucesso que os capixabas criaram a Copa Capixaba de Mountain Bike, realizada anualmente em Itaúnas, no interior do Espírito Santo. O que começou como um esporte amador acabou se tornando uma prova de referência na região, atraindo baianos e mineiros, com mais de duzentos participantes. Você pode conhecer a cidade e ainda levar um trofeuzinho para casa :)

Se você vai para cidades do interior, pode fazer o chamado “turismo pelas lavouras”, que inclui a rota do café montado em cavalos. Tente ficar hospedado num hotel-fazenda e veja se eles alugam ou cedem cavalos de passeio. Um trajeto famoso é o que passa em Minas e pega o norte do Rio e outro é entre Minas Gerais e São Paulo. O ecoturismo também é bastante explorado nesses lugares, onde há os “circuitos de aventura”, com trilhas e passeios de rotas criadas pelos organizadores.

E quem acha que tem que se enfurnar no meio do mato para curtir a natureza e relaxar engana-se redondamente. Curitiba e São Paulo têm investido nos passeios de trem que ligam a cidade grande ao interior. O paranaense parte de Curitiba e passa pela Serra do Mar e Morretes até chegar a Paranaguá, no litoral do estado. Já os paulistas têm disponível, desde 2009, o Expresso Turístico da Luz, que visa integrar as atrações localizadas ao longo da malha ferroviária. São três opções de trajeto: Luz-Jundiaí, Luz-Mogi das Cruzes e Luz-Paranapiacaba. Veja mais informações sobre os passeios no site da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos.

Aproveite! Depois conte aqui sua experiência ou outras sugestões de passeio!

Leitora voraz, beatlemaníaca e cinéfila. Coleciona guardanapos estampados, cartões-postais e canecas. Ama viagem no tempo, zumbis, cheiro de chuva, sorvete derretido e histórias de suspense. Tenta convencer todo mundo de que tem uma bagunça organizada em casa. E é a mais pura verdade!